15 5 / 2014

cottoncandybeast:

this is really precious 

(Source: -rockyraccoon, via the-absolute-best-posts)

08 5 / 2014

08 5 / 2014

07 5 / 2014

Saudade é um sentimento complicado. Aperta e sufoca… Muitas vezes é curada com um abraço, o que não é possível pra mim agora. A saudade que eu sinto é daquele que foi um dos responsáveis por eu ser a Nathalia que sou hoje. Saudade de um grande (literalmente) homem, que não era de ficar de mimimi, de dizer palavras de amor e sim mostrar e dar amor, na sua mais verdadeira forma. Meu pai. Meu pai não dizia “eu te amo” todos os dias, mas ele mostrava isso, todos os dias sim. Era num conselho, numa pergunta sobre como estavam as coisas. No jeito carinhoso que ele vinha arrastando o chinelinho pelo corredor falando “vamo, vamo” pros cachorros e ia pra cozinha preparar o jantar. E quando eu tava cochilando ele ia, me chamava já com um pratinho de alguma de suas delícias e depois perguntava? “e aí, tava ruim?” só na expectativa de eu elogiar aquele pãozinho com bife delicioso que ele fazia. Meu pai era incrível, meu herói, o primeiro homem da minha vida. Amava os animais, as plantas eram sua paixão. Ele era bom, bom com quem merecia e dava chances até pra quem era ruim. Relevava muita coisa, segurava uma carga de responsabilidades que hoje vemos que eram muito mais imensas do que poderíamos pensar, e quando ele tava mau humorado, chamávamos ele de Ursão. E ele ficava doido. hahaha E as histórias… AH as histórias… o melhor sonoplasta que já conheci. As vezes além da saudade, vem o arrependimento. Arrependimento daquelas brigas sem motivos, de falar coisas idiotas por falar e o arrependimento de não aproveitar melhor o tempo com ele. Mas quem poderia esperar que um homem tão bom seria vítima de uma maldade dessas? As vezes fecho meus olhos e fico pensando na voz dele. No cheiro, nas conversas bobas que tínhamos. O jeito meio torto que ele tinha de me aconselhar colocando sempre um “vê la hein” no fim das frases. E como ele gostava de agradar, sempre fazendo um “cheirinho” pra gente, corria comprar a cerveja que gostávamos. Pai, são tantas coisas que queria te dizer mas agora você não pode ouvir fisicamente. Eu penso em você todos os dias. Acordo desejando que meus sonhos com você fossem verdade, que eu pudesse acordar e ver você, conversar… Perdão por não ser a filha que você merecia, e muitas vezes ter te decepcionado, mas sei que também te dei muitas alegrias. Você sabe que não sou muito religiosa, que não gosto de missas e coisas assim, você também não era assim. Mas eu acredito sim, que ainda vamos nos encontrar em outro plano. Poxa vida, 2014 era pra ser o melhor ano da minha vida, ano do meu tão esperado casamento. E logo após o seu aniversário, acontece algo tao brutal, tão desumano… Assim como penso em você todos os dias, tento ser forte todos os dias. Forte com a mãe, que sei que precisa de nós três. Forte com o Di, que levou assim, de uma vez, toda essa responsabilidade que você carregava com muita força e forte com o Thi, que mesmo morando longe, sempre está por aqui, também sofre e também morre de saudades. Manda uma forcinha aí pra eu conseguir sorrir. Graças a você me tornei a pessoa que sou hoje. Fico feliz de muitas vezes falar coisas como você falaria e perceber estas semelhanças. 22 anos com você foi muito pouco, precisava de mais. Só de pensar que naquele dia que tanto esperava de 2014 não vou ter você lá, com seu jeitinho. Com certeza ia ficar mais nervoso que eu, “entregando” sua única filha para outra pessoa. Espero que o Edu seja tão bom comigo como você foi para a mãe. Sempre ao lado dela, mesmo quando as coisas estavam difícies. Tenho muito orgulho da sua história, de como você, aquela pessoa que mal tinha estudo, chegou onde chegou. Que junto com a mãe conseguiu dar boa parte do que temos hoje, união familiar, o nosso estudo e essa vontade de…de ter um propósito. Eu sei que você tá em algum lugar aí olhando por mim e dizendo “ó o jeito nathalia”… Não me arrependo em momento algum, de ter “largado” tudo que eu estudei, uma área totalmente diferente, pra conhecer melhor esse mundo que você e a mãe trabalharam a vida toda pra conquistar. Essa saudade aperta, dói. Não posso matá-la com um abraço. Mas posso te sentir aqui, no meu coração. Te amo pai, desculpe não ter te dito isso o suficiente em palavras, mas espero que em seu coração você soubesse disso.

24 1 / 2014

countingtears:

Lol…I never even saw Titanic. | via Tumblr on We Heart It.

countingtears:

Lol…I never even saw Titanic. | via Tumblr on We Heart It.

24 1 / 2014

24 1 / 2014

gemmacorrell:

awkwardsituationist:

xander is a one year old pug who was adopted by marcie and rodney beedy from an animal shelter in oregon after he had been blinded in an accident. xander, who is calm but outgoing, now works as a certified therapy dog with groups such as klamath lake cares, which helps abused children.

“one girl was crying, so i went and got xander,” rodney said. “the girl’s empathy went to him and she totally forgot about everything else. she started laughing and playing with xander. it was amazing how well he did that.”

This is too much.

19 12 / 2013

Bom, com o fim do ano chegando, queremos resolver a parte de som logo do nosso casamento…

Músicos de cerimônia e DJ, acho que estamos quase lá (:

E que venha 2014 que tem muitos por menores pra acertar. :)

06 12 / 2013

nhom nhom nhom

04 12 / 2013

O ruim de ter a auto-estima baixa é que qualquer coisa já ajuda a derrubar mais ainda =/

18 11 / 2013

HAHAHAHAAHHAHAHA

HAHAHAHAAHHAHAHA

(Source: jcparedesc)

18 11 / 2013

(Source: dimefima)